Saiba como abrir uma franquia e escolher a melhor marca

Começar um negócio do zero pode ser uma aventura arriscada. Para se ter uma ideia, de cada dez empresas seis fecham as portas antes de completar cinco anos.  Uma boa maneira de empreender arriscando menos e investir em um negócio já consolidado por meio de franquias. O sistema franqueado pode ser uma excelente oportunidade de negócio. Trata-se na verdade de uma licença para usar a marca e a tecnologia de produtos e serviços de outra empresa.

Toda a negociação é feita em condições firmadas em contrato. Quem está cedendo os direitos é chamado franqueador e quem recebe franqueado. No entanto, em um universo de cerca de três mil redes franqueadoras disponíveis no Brasil, escolher a marca certa pode ser uma tarefa complicada. É preciso prestar atenção em uma série de critérios que com certeza vão ampliar suas chances de sucesso. Acompanhe este post e saiba como abrir um franquia. 

Como abri um franquia

Basicamente o sistema de franquias dá ao empreendedor a oportunidade de trabalhar com um negócio que já está pronto. A empresa franqueada já possui marca, identidade e o mais importante um mercado consolidado.

Segundo a lei 8.955/94 que rege os acordos de franquias, o franqueador (empresa) cede ao franqueado (Empreendedor) o direito de uso da marca, associada ao direito de distribuição de um produto ou serviço.  O empreendedor também tem direito de usar a tecnologia de implantação e administração do negócio. Todos os itens, incluindo os termos de exclusividade são firmados mediante a assinatura do contrato.  

Perfil profissional e mercado

Essa é a parte mais importante em todo o processo, sendo capaz de garantir sucesso no empreendimento. Você precisa investir em uma franquia que tenha a ver com o seu perfil, com os seus sonhos profissionais, suas habilidades e sua capacidade intelectual.

Segundo a última pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Franchising, em 2016 o Brasil estava em quarto lugar no número de redes franqueadas, na frente somente da China, Coreia do Sul e Estados Unidos com um total de 3.039 redes. Isso mostra que as opções são muitas e em áreas distintas como moda, alimentação, saúde, serviços educacionais, entre outros. Com certeza você vai encontrar um setor na qual você se identifique.

Avalie a sua situação financeira

Antes de fechar negócio é preciso avaliar a sua situação financeira. O primeiro custo necessário está relacionado à taxa de franquia, um valor de entrada que dá a franqueadora o direito de trabalhar com a marca. O estoque inicial vai ser estabelecido levando em conta o contrato firmado entre as partes.

Em alguns casos a empresa franqueadora oferece ao franqueado ajuda para montar o primeiro estoque. Outro fator importante está relacionado ao capital de giro. Como em qualquer outro negócio o empreendedor deve reservar um valor para cobrir as despesas do dia a dia.  Outras despesas devem ser consideradas, pois com certeza vão impactar no custo final como a compra do ponto comercial e a reforma de mobiliário e equipamentos da loja.

Converse com outros franqueados

Os erros e acertos presentes na experiência dos outros podem te ajudar, pois você poderá tirar dúvidas com pessoas que já estão no meio. Você conseguirá o contato destas pessoas na COF, Circular de Oferta de Franquia. No documento constam todos os contatos das empresas e valores de taxas a serem cobradas. Você terá 10 dias para avaliar o COF. A assessoria de um advogado é sempre bem vinda.

Lembre-se, você não está entrando em uma empresa “crua”. São empresas de ponta, consolidadas e com um sistema de gestão próprio. Você terá que se encaixar neste sistema. A identidade da empresa terá que fazer parte de você. Estude muito. Entenda bem o sistema de franchising e busque mais informações sobre o segmento que está interessado e acima de tudo não aja por impulso.

como abrir uma franquia

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *